Blog

A IMPORTÂNCIA DAS JUNTAS DE DILATAÇÃO EM FACHADAS DE EDIFÍCIOS

18 de abril de 2017 - categoria: Condomínios, Revestimentos

Atualmente é muito comum a utilização de juntas de dilatação em fachadas de edifícios. Porém até pouco tempo atrás essa prática não era usual. Materiais como concreto, alvenaria, pedras e outros, utilizados frequentemente nas fachadas de prédios, têm uma tendência a sofrer reações físicas em decorrência de variações térmicas, expandindo-se com o calor e retraindo-se com o frio. Também estão sujeitas a variações estruturais causadas por movimentação do terreno; por retração da argamassa ou por vibrações ocasionadas pelo vento ou pelo trânsito. Com o tempo é comum essas edificações apresentarem fissuras.

Deve-se executar juntas de dilatação nas fachadas a fim de criar espaços entre as placas do material utilizado. Isso permite que elas possam sofrer as movimentações de expansão e retração livremente e evitar as fissuras. Essa prática evitará o descolamento de grandes placas de revestimento, como exemplificado na foto abaixo.

Junta de dilatação

Para que as juntas cumpram a função de vedação e estanqueidade, a selagem das juntas deve manter-se íntegra e ter boa capacidade de absorver deformações ao longo do tempo. Devem vedar a passagem de água, ar ou sólidos para o interior da estrutura, auxiliando assim na proteção da edificação. Permitem também a conservação do revestimento e contribuindo para o conforto e salubridade dos ambientes internos. A utilização das juntas de dilatação para fachada é indispensável para a manutenção da integridade da edificação. As fissuras podem evoluir para rachaduras, que irão danificar a estrutura.

 

Os espaçamentos indicados para juntas de dilatação são:

- Para paredes exteriores, as juntas de dilatação devem ser executadas quando a área for igual ou maior que 24 m². Ou sempre que uma das dimensões for maior que 6 m;

- Em áreas externas (pisos ou paredes) diretamente expostas à insolação e/ou umidade, as juntas são necessárias; sempre que a área for igual ou maior que 20 m² ou sempre que uma das dimensões for maior que 4 m;

- Para revestimentos externos de fachadas, são recomendadas juntas horizontais de movimentação. Deverão ser espaçadas no máximo a cada 3 metros ou a cada pé-direito, na região de encunhamento da alvenaria. Ou, ainda, juntas verticais espaçadas no máximo a cada 6 metros.

Por Márcia Groxko